A convenção do Partido Social Liberal (PFL), presidido pelo deputado estadual, Eide Brasil decidiu destituir o diretório municipal de Ji-Paraná, menos de 24 horas antes da realização da convenção que decidiu pelo lançamento do empresário, Alexandre Dartiballi como candidato a prefeito e do PM Léo Ferreira, na condição de vice. A destituição aconteceu sem qualquer aviso prévio ao presidente local Jairo Pereira. Na manhã deste domingo (13), nas redes sociais, Dartiballi e Léo Ferreira informação a situação através de vídeos.

Jhony Paixão

No início da tarde, em contato com o presidente destituído e candidato à vereador, Jairo Pereira confirmou a situação ao portal do Diário da Amazônia. Segundo ele, a decisão da executiva municipal pegou a todos de surpresa, mais, que infelizmente, a ele, cabe apenas aceitar o que foi decidido pelo presidente estadual.

Ainda de acordo com o presidente destituído, a informação que ele recebeu de terceiros, é que a legenda já havia decidido apoiar o atual deputado estadual Jhony Paixão à prefeitura de Ji-Paraná, e manter a nominata de candidatos ao Poder Legislativo (Câmara de Vereadores).

Dartiballi

O empresário, agora, ex-candidato à prefeito de Ji-Paraná, em vídeo nas redes sociais, lamentou profundamente a decisão da executiva, e não entendeu como o diretório da Executiva Estadual, e qual o motivo, destituiu o diretório municipal, sem uma prévia comunicação e justificativa. “Por força maior, não somos mais candidatos a prefeito. O sistema, jogou o que é bom para fora. Nosso objetivo era fazer uma administração compartilhada reunindo empresários e os segmentos religiosos para ser nossos parceiros. O sistema político de Ji-Paraná, cuspiu nós para fora”, afirmou Dartballi em trecho do vídeo publicado nas redes sociais.

Autor:

portal

Diário da Amazônia