O senador Acir Gurgacz (PDT) se reuniu na tarde desta quinta-feira, 06/06, com o governador Marcos Rocha (PSL) e o prefeito de Ji-Paraná, Marcito Pinto (PDT), para tratar do andamento de obras na cidade localizada na região central do Estado. A principal preocupação do prefeito e do senador é com o início das obras de esgotamento sanitário da cidade, cuja ordem de serviço foi assinada no dia 10 de dezembro do ano passado, pelo então ministro das cidades, Alexandre Baldy, e até agora não começou.

O investimento na obra será de R$ 187 milhões, repassados em parcelas através de contrato com a Caixa Econômica Federal. O convênio entre a prefeitura de Ji-Paraná, o governo do Estado, a Companhia de Águas e Esgoto de Rondônia (CAERD), o Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal foi assinado em junho do ano passado. O prazo para sua conclusão é de dois anos. O governador Marcos Rocha assegurou que as obras devem iniciar em 15 dias.

“Nossa preocupação era a de que a cidade poderia perder esse investimento, uma vez que já se passou um ano desde a assinatura do convênio e até agora a obra não iniciou”, relatou o prefeito Marcito Pinto.

Para o senador Acir Gurgacz, a liberação dos recursos e o início das obras representam uma grande conquista para Ji-Paraná e para Rondônia, uma vez que é resultado de um trabalho que envolveu muitas pessoas e instituições, e que trará um grande benefício para a saúde e qualidade de vida da população. “O anúncio do início das obras feito pelo governador nos tranquiliza, pois foi um trabalho muito grande, com a união de muitas forças para conseguirmos esse recursos e não podemos perdê-lo”, frisou Acir, completando que vai acompanhar o andamento da obra e a aplicação dos recursos.

O prefeito e o senador também cobraram a da obra de instalação de uma adutora de 200 metros que vai melhorar o abastecimento de água no Segundo Distrito de Ji-Paraná; e a retomada do convênio para conclusão da linha Itapirema, na zona rural da cidade.

Autor:

Assessoria