Mais de 80 pessoas realizaram no último sábado uma ação solidária ambiental, no rio Machado entre os municípios de Ji-Paraná e Presidente. Ao contrário das ações anteriores, desta vez, os ambientalistas constataram uma quantidade bem melhor de lixo contaminante tanto nas margens quanto no leito do rio. Mesmo assim, todos os unânimes em afirma que é presidente continuar investido na conscientização nas famílias residentes nos rios, e especialmente, para quem usa o percurso apenas para o lazer.

De acordo com o servidor público e ambientalista, Cláudio Duarte (Claudinho da Sedam), e um dos organizadores, a grande novidade do sábado, foi à realização de algumas palestras no campo ambiental como: Legislação Ambiental, Impacto das Águas e a Década da Destruição dos Anos 70. Entre os palestrantes, Fernando Andriolo, Carlos Pylleng, Vicente Batista e Cláudio Duarte.

Entre as entidades participantes das ações estavam: Colônia de Pescadores Z-9, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Instituto Federal de Rondônia (IFRO), Unijipa, Lions Clube, Garça (Presidente Médidi), secretaria de Educação de Ji-Paraná (Semed), Seduc (Estado), escolas Lauro Breno e Jovem Vilela, estudantes da rede municipal, estadual e particular de ensino e voluntários. No total, foram recolhidos mais de quilos de lixo poluentes, contaminantes, entre os materiais removidos estavam: Garrafas Pet, garrafas de vidros, latinhas, colchões, cadeiras e muitos sacos plásticos. “Apesar de ter diminuindo o número de material encontrado, mesmo assim, vamos continuar intensificando nossas ações de conscientização para o bem na nossa sobrevivência no Meio Ambiente”, declarou Cláudio Duarte.

Com o jornal,

Diário da Amazônia