'Ação apoia entidades assistenciais de Ji-Paraná'

 

Lançado há 12 anos em Ji-Paraná, o programa social Mesa Brasil que tem como seu principal objetivo o combate à fome, continua firmando parceria com várias entidades sociais do município. Ação é formada por uma rede de solidariedade contra a fome e o desperdício de alimentos e é coordenado pelo Serviço Social do Comércio (SESC). Para ser inserida no programa, uma instituição precisa ser legalmente constituída ou em processo de legalização não governamental e sem fins lucrativos.

De acordo com a nutricionista, Juliana Maciel, em Ji-Paraná o Mesa Brasil é executado como uma modalidade de colheita urbana. A coleta de alimentos é feita com o uso de um caminhão refrigerado juntos aos mercados parceiros da ação. Os alimentos doados, não podem ser comercializados, mas adequados para o consumo humano. Após a coleta dos alimentos, é feito a divisão dos mesmos pela nutricionista conforme a demanda de cada entidade, e posteriormente, realizada a entrega para essas entidades cadastradas.

Ainda segundo a nutricionista, o programa também oferece oficinas de aproveitamento de alimentos, como cascas, folhas, talos, para as entidades aproveitarem ao máximo os alimentos recebidos, e ainda, palestras, cursos voltados a educação alimentar e orientações nutricionais, assim como visitas técnicas e acompanhamento das atividades realizadas por cada entidade. Atualmente, são 21 entidades beneficiadas pelo Mesa Brasil, com alcance aproximado de 5,7 mil pessoas, entre crianças, jovens adolescentes, adultos e idosos.

Critérios

Para poder participar e receber alimentos do programa Mesa Brasil, a entidade precisa atender algumas exigências, como: Precisa apresentar CNPJ, Ata de abertura e nomeação de presidente e equipe, comprovante de endereço, sede própria para realizar os trabalhos e documentos pessoais do presidente. Logo após, é realizada uma visita em loco pela nutricionista que tem o objetivo de verificar as condições do ambiente que receberá e armazenará os alimentos, bem como se faz as observações e orientações pertinentes as ações e demandas sociais.

Autor:

Jornal,

Diário da Amazônia

J. Nogueira